Home / Entertainment / A BOLA – Eminem foi investigado pelos Serviços Secretos por amà © aas a Donald Trump (Música)

A BOLA – Eminem foi investigado pelos Serviços Secretos por amà © aas a Donald Trump (Música)



Quando Eminem, musico, compositor, produtor musical e ator estadunidense, afirmou na música 'The Ringer', em 2018, que foi visitado pelos Serviços Secretos dos Eduos de los Años de los esenos españos como amos ao presidente Donald Trump, muitos pensaram que era apenas uma expressão artística.

Porém, documentos agora revelados mostram que era mesmo verdade.

"Mas que que pelo menos ele [Trump] ouviu, porque o 'agente laranja' acabou de enviar os Serviços Secretos para me encontrarem pessoalmente e verem se penso realmente magoá-lo, ou perguntar se estou ligado a terroristas», escreveu o rapper norte-americano, de 47 anos, na música do album 'Kamikaze', lançado a 31

de agosto de 2018.

Documentos obtidos pela empresa de notícias BuzzFeed, através de uma solicitação da Lei de Liberdade de Informação, revelam que Marshall Bruce Mathers III (nome verdadeiro de Eminem), estava a falar por experiência e que foi realmente entrevistado pelos Serviços Secretos, em dezembro de 2017.

Em questão estavam as letras do álbum de 2017, 'Revival', entre outras afirmações depreciativas que o rapper fez sobre o presidente norte-americano e a sua família.

«O Pato Donald está como o Tonka Truck [camião de brincar] no quintal. Mas meu, como é que a Ivanka Trump está no porta-bagagens do meu carro? (…). Porque me sinto um pouco responsável pela menina loira burra, aquele maldito twirler [bastão de banda] que foi atirado ao lago. Segundo assassinato sem ter recordação disso … », escreveu na música'Framed'.

"Esta não é a primeira vez que Mathers faz comentários américadores contra o presidente eu e a sua família", pode ler-se nos documentos.

"Em junho de 2017, Mathers fez for freestyle [rap em estilo livre] que era nitidamente ameaçador contra o presidente", acrescentam.

Curiosamente, os Serviços Secretos parecem ter sido alertados sobre as letras de 'Revival' por funcionário do tabloide TMZ, poucas horas depois de terem publicado de artigo sobre as críticas de Eminem a Trump.

Depois de se encontrarem com o músico e respetivos advogados, os Serviços Secretos acabaram por rejeitar que oo caso avançasse para promotores de justiça federal.


Source link